quinta-feira, 8 de abril de 2010

S.O.S


"Não há ninguém tão grande que não necessite de ajuda, nem tão pequeno que não possa ajudar"

É com essa frase, ao som de 'Holy - Kim Walker' , que começo este post.
Quando a gente pensa que já viu de tudo nessa vida, que não tem mais profundidade pro ser humano se afundar ainda mais em sua arrogância e sua 'autossuficiência', percebemos que a nossa capacidade de boicotar e desapontar a nós mesmos não tem fim.
Acredito eu que, a essa altura, todos já saibam o caos que está a cidade do Rio de Janeiro e a Região Metropolitana. Eu estou muito assustada, sinceramente. Nasci aqui em Niterói (Região Metropolitana), me criei aqui e pretendo morrer aqui. Em quase 20 anos que eu conheço essa cidade, nunca a vi tão devastada! As ruas estão irreconhecíveis!

No meu bairro, já não temos mais pra onde correr. Todas as saídas alternativas estão interditadas. Ninguém entra, ninguém sai. As aulas estão suspensas. Jorge Roberto Silveira, nosso prefeito, decretou estado de calamidade pública!
Diante de tantos acontecimentos, inevitável não ficar triste.
O número de mortos e desaparecidos aumenta a cada minuto. Pessoas perdem tudo o que têm. Perdem sua família (quase que) inteira. Perdem suas casas. Perdem sua paz. Só espero que não percam a fé!

O que me deixou realmente chocada foi ler no twitter, nos sites, ver na tv que pessoas estavam se aproveitando dessa desgraça toda pra saquear as poucas coisas que sobraram das casas que vieram abaixo.
Saíam pelas ruas nobres de Niterói e saqueavam tudo o que encontravam pela frente. Assustados, os logistas fechavam seus comércios.

Quer dizer, a cidade está um caos. As pessoas estão desesperadas e ainda têm gente que está se aproveitando disso? Eu tenho nojo. Nojo! Nós, seres humanos, não prestamos!
Mas ainda há tempo pra fazer algo por nós e pelos outros! Ainda há tempo de se redimir, de mudar, de tentar!
Vamos nos solidarizar, ajudar a quem precisa de ajuda!
Mesmo se você não tiver muito o que doar, de forma material, que tal fazer sua doação através de trabalho voluntário?
Pense: e se fosse eu? Se você fosse? A sua família?
A gente só para e se compadece quando nos atinge. Quando a dor é nossa.

Não deixe seu coração se endurecer. Não espere acontecer com você para que se junta à causa!
Abaixo tem os endereços dos lugares de Niterói que estão recolhendo doações. Quem puder ajudar, por favor, não hesite! Ajude quem precisa!

- Escola Municipal Paulo Freire – Rua Soares Miranda 77, Fonseca. Telefone: 2718-5121
- Escola Estadual Alberto Brandão – Rua Castro Alves, 22 – Fonseca
- Clube Canto do Rio – Rua Visconde do Rio Branco 701, Centro. Telefone: 2710-0072
- Plaza Shopping – Rua Quinze de Novembro 8
- Igreja Metodista de Icaraí – Rua Mariz e Barros, n° 163 Icaraí. Tel.: 2612-1143
- Curso de Inglês Interface English B.I.A. – Rua Miguel de Frias, 77, sala 809 Icaraí. Tel.: 2717-8080
- Studio Solutio – Rua Gavião Peixoto, 148 sala 1002 Icaraí. Tel.: 30260320 / 81535159
- Colégio Salesiano – Rua Santa Rosa 207, Santa Rosa. Telefone: 3578-9400
- Centro Educacional de Niterói (Centrinho) – Rua Itaguaí 173, Pé Pequeno. Telefone: 2611-0000
- Creche do Gema na Martins Torres endereço: Rua Martins Torres 479, Santa Rosa
- Colégio Estadual Guilherme Briggs – Rua Doutor Mário Viana 625, Santa Rosa Telefone: 2711-1966
- Unilasalle – Rua Gastão Gonçalves, nº79 Santa Rosa. Tel.: 08007093773 / 21006600
- Quadra da Escola de Samba Acadêmicos do Cubango – Rua Noronha Torrezão 560, Cubango
- Sec. Regional de Piratininga – Estr Francisco da Cruz Nunes, nº6666 Piratininga. Tel.: (21)2609-7575 (21) 2619-8181
- Bar do Meio – Av. Almirante Tamandaré, 810, Piratininga. Tel.: 2619-2505
- Colegio Pluz – Rua José Bittencourt (antiga Rua 10), nº 20 (antigo Soter) Itaipú. Tel.: 2608-0088 ou 2703-3003
- Igreja Presbiteriana Betânia – Av. Rui Barbosa 679, São Francisco

São nos pequenos gestos que podemos nos tornar grandes pessoas! Grandes de coração, grandes em amor!


6 comentários:

samantha disse...

Tragedia no RIO, tao Lindo e tao devastado =/

A Tristeza paira no ar e nao tem como nao ficar triste, mesmo de longe eu estou chocada, nao só por ter amigos e parentes que moram aí mas tambem e principalmente , tristeza por aqueles que perderam suas familias , casa, TUDO!
espero sinceramente que as chuvas cessem e que o governo tenha uma estrategia boa para quando a chuva acabar.

Jenny Horta disse...

Legal mesmo seu blog. Também sou de Niteroi e ainda nem consegui postar nada no meu blog. Juro que to sem ânimo!!Parabéns...já to te seguindo.

Joana Nadieli disse...

Belo post, apesar de você achar que te faltam palavras. Realmente ainda falta muito amor ao próximo. Sempre procuramos em quem colocar a culpa quando acontece algo desse tipo, mas o que deveriamos realmente era procurar soluções, ajudar as pessoas que perderam não apenas bens materiais, mas pessoas que amavam e isso não se pode comprar novamente. Espero que Deus possa confortar o coração dessas pessoas, pois só ele pode nos dar forças pra superar esses fatos em nossas vidas.

Lost In Wonderland disse...

Nathy, é óbvio que sempre irá existir aquele 'espertinho' q vê em momentos assim, difíceis, um 'jeitinho' de se aproveitar, INFELIZMENTE.

O ser humano prova cada vz mais q só serve pra causar estragos, e aquela frase: 'O QUE A NATUREZA CONSTRÓI O HOMEM DESTRÓI' nunca se encaixou tão certeiramente como hj em dia. Mas a natureza se fortaleceu, no sentido de que, está se vingando de anos e anos de exploração.

Ta aí...estamos fodidos, mamãe natureza se vingando com toda fúria, e nós nda podemos fazer com isso, mas podemos amenizar, e começar a batalhar (tardiamente) para q isso tudo mude.

Conte comigo querida! Qlqr coisa viu?

Fique bem.


Bjus!

Paola Velloso Telles disse...

É realmente lastimável, todo esse caos, e essa falta de amor ao proximo, essa falta de Deus nos corações das pessoas. Para toda ação, há uma reação.. a natureza está respondendo ao homem, por tudo que fazemos conscientemente e inconscientemente. É o fim dos tempos. Que o governo haja com honestidade e com sabedoria. E que as pessoas não percam a fé.

Fiquei e ainda estou extremamente chocada, com as reportagens, e com os depoimentos das pessoas, que de alguma forma, foram atingidas.

Seu post foi de extrema sensibilidade, irmã! *-*

Beeeeijos!
E SOLIDARIEDADE SEMPRE.

Cristian disse...

É interessante como nestes momentos de desespero nós encontramos o que há de melhor e de pior no ser humano. Enquanto mãos se estendem para ajudar, outras se estedem para sufocar ainda mais a pouca esperança que resta.
Resta ao Rio (e ao mundo?) continuar acreditando naquilo que há de melhor dentro de cada coração. Belo post Naty!